Moda
Nascida para brilhar Leia +



Escolha a cor certa e brilhe na virada

Ah... 2017, quanta saudade! Ok, ok! Até tentei iniciar este artigo com uma mensagem otimista do ano que se acaba. Mas a verdade é que 2017 não deixará saudade pra ninguém, não é mesmo? Um ano de dificuldades que, felizmente, chega ao fim. Agora é tempo de recarregar as baterias e botar para quebrar neste 2018 que se inicia. Vale pular sete ondinhas, fazer oferenda a Iemanjá, comer muita lentilha, colocar romã dentro do saquinho de pano vermelho para oferecer aos reis magos, tomar banhos do pescoço para baixo - sem passar pela cabeça - com mel, canela em pó, cravo-da-índia e noz-moscada ralada. Vale tudo para tirar a “ziquizira” e começar o ano de bem com a vida.  
E, é claro, a escolha da cor da roupa também entra nestas crenças.

Na escolha das cores do ano novo, sabemos que o branco traz paz e representa a pureza. É uma cor certeira para você que deseja muita paz e calmaria para a sua vida. Atire a primeira pedra quem não passou por stress no relacionamento e no trabalho? Chegou a hora certa para invocar tranquilidade e renovação. Por mais que seja simples vestir o branco, o ato, por si só, carrega um grande significado.

Mas e as outras cores? Ah, o que seria do branco se não existisse o amarelo, o vermelho, o verde e o azul? Cada uma delas possui o seu próprio significado e, assim como o branco, poderão intensificar os seus desejos e encurtar caminhos até os seus objetivos mais recônditos. Vamos aqui apresentar o significado, em especial, de três cores que prometem reinar nesta virada: o verde, o azul e dourado.

Se você quer começar 2018 com o pé direito e muita sorte, a cor verde é sua melhor opção. É a cor da estabilidade, fertilidade e esperança. Dúvidas e incertezas? Deixe isso para o passado. O verde lhe dará confiança, segurança e muita positividade. Esta mistura do amarelo com azul é a cor mais harmoniosa de todas, e digo mais, é uma mescla dos benefícios de todas as outras cores. Quer mais motivos para usar verde no ano novo? Então vamos lá: atrai a sorte, aumenta o seu equilíbrio, melhora a sua saúde e lhe proporciona calma para enfrentar qualquer adversidade.

 
No pain, no gain... com elegância é melhor!



 

Já foi o tempo em que as roupas de academia seguiam a linha básica, simples e sem estampas, com cores neutras. As tendências da moda tornaram as roupas que antes eram apenas para ir à academia, em modelos que também podem ser utilizados no dia a dia.

 Foi então que surgiu uma combinação muito comum no mundo fashion fitness – a moda athleisure, que é a mistura de athlete (atleta) com leisure (lazer). Nas leggings, uma das aplicações da moda athleisure é a estampa que imita o jeans. A estampa é tão perfeita que coloca até os detalhes de bolso, botões e costuras.

 A estampa digital é uma das mais revolucionárias mudanças nos últimos anos na maneira de colorir as peças fitness. Além da vantagem estética, reduz em até 73% a quantidade de água gasta para a produção das peças. Isso porque, no método tradicional, as peças passam por diversas lavagens, gastando uma quantidade grande de água. Sem falar na água residual repleta de corantes que deve ser tratada para reuso, gerando um alto custo. O digital elimina todo este processo.

Bem, antes de informar o que é ou será tendência nas academias do país, acho importante sinalizar o que não se deve usar, de jeito algum. Não é por que você está com um corpinho sarado que qualquer coisa que vestir está valendo, concorda? E se a sua forma ainda não é a almejada por você, pior ainda.

 Virilhas marcadas: o seu short ou legging foi feito para lhe proporcionar conforto durante os exercícios e não para hiper destacar seus atributos físicos. As partes íntimas não foram feitas para serem refletidas em todos os espelhos, pelo menos não nos espelhos da academia.

 Leggings brancas ou cor da pele: transparentes, elas revelam até os seus segredos mais profundos na hora de fazer um agachamento. Na verdade, você não as deve usar em lugar algum, nunca. Nem se for médica ou enfermeira.

 Meias super esticadas: você já não é muito alta e ainda estica a meia até os joelhos? Todos ficam olhando? Talvez por que você esteja parecendo uma anã colegial tentando subir nos aparelhos. Não pode.

 Leggings furadinhas: ninguém merece ver parte de seu corpo se espremendo, querendo sair por um buraquinho na altura de sua coxa direita. O destroyed é legal, mas não em uma legging super justa para malhar.

Agora que você já sabe o que não deve usar na academia por nada desse mundo, veja as tendências de roupas fitness para 2018:

Veludo fitness: para quem frequenta a academia pela manhã, os casaquinhos ou coletes de veludo em diversas cores, esquentam bem, evitando aquele desânimo para o treino nos dias com temperaturas mais baixas.

Estampas animal print ou geométricas: já muito utilizadas nas academias, a promessa das estampas continua em alta. Nas leggings, as estampadas aumentam o volume dos quadris e pernas e, quando o objetivo é esse, por que não aderir?

Short saia: geralmente, devido a posição nos aparelhos, é preciso utilizar uma toalha para cobrir as partes íntimas, que ficam expostas com as roupas de lycra ou cotton. A sainha acoplada ao short elimina essa necessidade, deixando-a mais à vontade enquanto se exercita, além de ser bonita.

Cores neutras: apesar de não estarem mais na linha de frente na moda fitness, as cores neutras também têm seu valor. São ideais para equilibrar o look esportivo e valorizar os acessórios.

Calça legging tipo jeans: já é tendência e tudo indica que continuará sendo. Com ela você pode sair da academia e continuar com a mesma roupa sem parecer que acabou de sair da ginástica.

Top que sustenta: perfeito para quem tem seios grandes ou para as mamães que se sentem inseguras com aqueles tops fininhos.

Macacões de costas nuas: um modelo que chegou para ficar é o de costas nuas, que favorece o corpo e o visual. Mas todo cuidado é pouco para não parecer vulgar. A ideia da peça é mostrar a definição desta parte do corpo e nada além disso, ok?

Botinhas de academia: os tênis tipo botinhas são super lindos e confortáveis, além de garantir um ar despojado ao look. Só não os utilize para exercícios de alto impacto e nem para a sua corridinha na esteira, combinado?

Bolsa marmita: para quem tem uma rotina alimentar aplicada à treinos, é normal andar com várias marmitas. Uma tendência é o uso de uma bolsa colorida ou com estampas, e com várias divisões. Essa bolsa permite organizar as marmitas e tê-las à mão onde for preciso, além de compor o visual.

Cropped: o cropped tornou-se um queridinho da moda há algum tempo e, na academia, não poderia ser diferente. Super usado, o modelo não pretende sair do armário de quem busca um visual moderno para o momento dos treinos.

 

 O verão já está chegando e ainda é tempo de colocar o seu corpo e sua saúde em dia. Aproveite as dicas do que usar e também do que não usar, e comece a praticar exercícios, seja na academia, no parque, na praça, na rua ou até mesmo em casa.
O que vale é se manter saudável e em forma.

Celso Finkler é publicitário e pós graduado em psicobiofísica. Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 27

Indique !